PLANETA SUSTENTÁVEL

ENCONTRAR OS LIVROS DE WAGNER LUIZ MARQUES - DIGITANDO O NOME DE "WAGNER LUIZ MARQUES"


Pesquisar todo o texto de nossos livros

REVISTA VENDA MAIS

Amostra Grátis 480 x 60 - www.vendamais.com.br

INVESTE MAIS – A REVISTA DO INVESTIDOR

Amostra Grátis 480 x 60 - www.revistainvestmais.com.br

REVISTA LIDERANÇA

Amostra Grátis 480 x 60  - www.lideraonline.com.br

EDITORA QUANTUM – TREINAMENTOS

Editora Quantum 480 x 60

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

O CRIME DA MEIA NOITE - II

CAPÍTULO 10

A CIÊNCIA DA VENDA

Não se pode preocupar somente com o atendimento, ou preocuparem-se com as vendas, os dois assuntos são interligados, atendimento e vendas. Por isso quem praticar vendas com qualidade requer estudo e técnicas aliado a experiência.

A partir de agora estudaremos a visão histórica de vendas, observando o ontem, hoje e o amanhã. Para que consiga êxito no resultado iniciaremos conhecendo as funções do vendedor.

O vendedor se utiliza de espaço ativo, ou seja, é preparado para facilitar a vida do consumidor e faze-lo feliz e bem servido.

O consumidor para sentir bem e avaliar adequadamente o espaço de vendas que a empresa oferece, deve conter as seguintes características:

  • Iluminação adequada.
  • Informação suficiente que facilite o consumidor encontrar o que deseja.
  • Organização, os produtos devem ser postados de maneira que facilite identifica-los e lembrar do que necessita.
  • Educação, os profissionais devem agir conforme requer o relacionamento para com seu próximo.
  • Sugestão, sempre atento em oferecer com o maior prazer os produtos ao consumidor.

Para complementar estas características, é importante que os vendedores se utilizem de quatro funções básicas:

  1. Procurar conhecer as necessidades dos clientes.
  2. Conhecer os produtos e serviços que são oferecidos ao consumidor.
  3. Fazer o cliente se sentir acolhido e bem vindo.
  4. Promover o encontro ideal entre o que o cliente busca e o produto que satisfaz essa busca.

A empresa deve ser consciente em saber, o que e para quem vender, para isso necessita conhecer argumentos adequados de vendas. O que pode se fazer e é importante, desenvolver treinamentos especializados dos produtos em lançamentos aos vendedores, com isso identificarão com facilidade os produtos, e possuirá argumentos para convencer o consumidor a comprar, para isso sugere-se:

· Saber identificar o produto, a matéria prima e sua durabilidade.

· Necessidade do produto, por que compram o produto?

· Público-Alvo, quem são os clientes que desejam o produto analisado?

· Que garantia o produto ou a loja oferece, garantia informal e/ou garantia institucional.

· Características estruturais do produto.

· Benefícios que o produto oferece para o cliente.

· Serviços de apoio, orientação ou suporte.

· Diferenciais competitivos, comparando os benefícios que o produto oferecido na empresa é vantajoso ao consumidor.

· Referências, quem já comprou e consome o produto, dependendo da situação da venda.

· Venda adicional, o que mais pode ser oferecido ao cliente, que acompanha o produto desejado.

· Objeções mais comuns dos clientes.

· Contra argumentações, razões que amenize as objeções que podem ser feita no produto.

É importante para a empresa e para os vendedores conhecer o perfil do cliente, isso facilita desenvolver estratégias e avaliar os produtos necessários a ser produzido ou adquirido, facilitando assim as vendas. A pesquisa deve conter:

  • Quem são os frequentadores da Loja? Classe A, B, C, D, E e F.
  • O valor médio de gastos na loja pelo cliente.
  • Período médio que os clientes visitam a loja. Diariamente, semanalmente, anualmente.
  • O tempo médio que o cliente permanece na loja.

Estas informações são importantes para a administração da empresa, para saber a viabilidade do estabelecimento, determinando local, avaliar o padrão do consumidor e, identificar as estratégias para promover marketing próprio ao público-alvo.

As informações necessárias para conhecer o perfil do consumidor são:

  • Faixa Etária.
  • Definição sexual.
  • Estado civil.
  • Classe social.
  • Escolaridade.
  • Número de filhos.
  • Profissão dominante.
  • Nacionalidade dominante.
  • Tempo de moradia.
  • Estilo de venda – arrojado, conservador, moderado.
  • Esporte que pratica.
  • Meios de informações que prefere usar.
  • Religião que pratica.
  • Meio de transporte que utiliza.
  • Lojas, shoppings, supermercado, etc., que frequentemente visita.
  • Meios que gosta de comprar – Ir ao estabelecimento, telefone, internet ou outros.
  • Número de frequencia no estabelecimento que realiza a pesquisa.
  • Forma de pagamento que costumeiramente se utiliza.
  • Meios de pagamento que costuma se utilizar.

Esta informação é necessária, porque segundo pesquisas realizadas, estão prevendo que para os anos seguintes a fidelidade dos clientes por marcas atingirá mais de 26% (vinte e seis porcento) dos consumidores no Brasil.

Em decorrência dessa pesquisa existem dicas para que a empresa consiga fidelizar e manter os clientes fieis à empresa.

  • Conhecer bem o perfil dos clientes.
  • Buscar excelência nos serviços prestados, pós-venda e gerenciamento dos clientes internos e externos.
  • Personalizar os produtos ou serviços para o cliente dentro de sua classe social.
  • Aprender com a concorrência, observar a realização de fatos positivos e ou negativos, que podem ser usado como exemplo para melhoria do estabelecimento.

As vendas para ser bem desenvolvida e que consiga resultados positivos, financeiramente e satisfatoriamente agradando o cliente com serviços de qualidade, apresentam-se ferramentas especiais para o profissional tornar-se um promissor nas vendas.

Os bons profissionais são os que se preocupam de fato em atender as necessidades do cliente. As perguntas necessárias que o vendedor pode fazer para auxiliar no conhecimento do cliente:

  • Pergunta fechada.
  • Pergunta aberta.
  • Pergunta reflexiva.
  • Pergunta com beneficio.
  • Pergunta Eco.
  • Pergunta Teste.

O bom vendedor é aquele que faz reflexão rápida, antes de realizar qualquer pergunta que possa prejudicar a venda.

Uma pergunta que pode prejudicar a venda é solicitar qual o preço que o cliente deseja para o produto que deseja, pois, considerar preço barato e/ou caro, são conceitos relativos, podendo mudar de:

  • Pessoas.
  • Situação.
  • Ociosa.
  • Percepção.

O vendedor deve conhecer quatro situações que o cliente observa um produto caro:

  • Deseja, mas não pode pagar – neste caso o problema é um planejamento orçamentário.
  • Deseja, mas acha que não vale tanto – é um problema de perceber a necessidade do produto e, o seu valor identificar se é importante ou não para aquele momento, neste caso pode ser auxiliado pelo vendedor em estar oferecendo um produto útil para o cliente.
  • Não é bem o que deseja – é um problema de adequar o produto para o que deseja, pode ser auxiliado pelo vendedor nesta situação.
  • Não é isso que quer – é um problema de rejeição, o vendedor pode oferecer outros produtos.

Durante o processo de venda, deve haver mais empenho e profissionalismo do vendedor para que seja obtido o sucesso esperado.

FATORES QUE INFLUÊNCIA O PROCESSO DE COMPRA

Segundo pesquisas, avaliaram as atitudes dos consumidores quando vão as compras. Identificaram alguns fatores que possibilita ajudar os vendedores criar estratégias para cativar as pessoas a adquirir produtos por impulso e assim realizar o processo favorável de compra. Os estabelecimentos, juntamente com os colaboradores necessitam:

  • Espaços organizados e com facilidade de localizar as mercadorias e aumentar o trajeto dos clientes na loja.
  • Lojas arejadas e bem iluminadas favorecem a observação dos produtos nas prateleiras, expositores, gôndolas e display.
  • Obstáculos físicos ou visuais dificultam a circulação.
  • A fidelização do cliente é maior quando atrai grupos de amigos ou casais, com o decorrer dos tempos possa a ser um local de encontros.
  • Lojas com autoserviços, estimulam o cliente a comprar em decorrência do contato com os produtos.
  • O estímulo para o sexo feminino é melhor, pois consome o dobro do que as pessoas do sexo masculino, mas estes fatos estão mudando, pois o sexo masculino é mais fiel do que o feminino no estabelecimento.
  • Estar preparado para apresentar o produto. O consumidor atual é mais detalhista e discute muito pelo preço.
  • Colaboradores desligados, desanimados, desmotivados, afastam os clientes.
  • Casais que fazem compras juntos precisam ser atendidos e receberem atenções igualmente.
  • Homens gastam menos tempo no estabelecimento comercial, enquanto que mulheres gastam muito mais tempo, necessitando assim criar estratégia que atraia homens há ficar mais tempo no estabelecimento.
  • Operações de degustação, amostragem ou demonstração proporciona o cliente comprar por impulso.
  • Mulheres têm facilidade de pedir orientação ou informação, com mais facilidades do que os homens, com isso eles possuem maior facilidade em sair do estabelecimento sem perguntar nada e assim não adquire o produto que desejavam.

A principal certeza que os neurologistas sabem que o cérebro humano representa o prazer imediato de comprar, e a dor imediata de pagar. Por isso que o vendedor deve conquistar a decisão do cliente, fazendo com que ele sinta o prazer de comprar e depois pensar na dor de pagar, nunca esquecendo de um atendimento responsável.

É pensando nesta ação, a qual movimenta-se o cérebro humano, que possibilita a administração empresarial desenvolver promoções. Para realizar uma ação dessa, necessita que a empresa conheça o perfil de seu cliente, a classe social para instiga-lo a comprar com as promoções realizadas.

AS OBJEÇÕES DE COMPRA QUE COSTUMEIRAMENTE O CLIENTE INDICA

Existem três tipos de rejeições costumeiramente que o cliente a efetuar as compras reage:

  1. O cliente diz “não gosto desse modelo, muito obrigado”. É uma rejeição que representa não quero aquele tipo de produto. Não adiante insistir nessa linha de produtos, solicita que explique o tipo de produtos que deseja, caso não tenha, pegue o contato do consumidor que em um determinado período possa contatar.
  2. Adiamento, o cliente não está preparado naquele momento para compras, indica pessoas indecisas com essas atitudes. Neste caso o vendedor deve conversar de maneira livre, fazendo com que o cliente se solte e possa decidir as compras. Também pegue o contato desse cliente, para sempre estar lhe avisando quando houver produtos novos.
  3. Investigação, este tipo de cliente verifica os produtos, mas necessita de ajuda urgente do vendedor. Neste caso o vendedor deve tratar com tranquilidade e firmeza, pois o cliente é decisivo naquilo que quer, só falta um momento de confiança.

MANTER O CLIENTE ATIVO NA EMPRESA

Fazer com que os clientes se sintam diferenciado e cativo, eles devem estar sempre no estabelecimento, utilizando ferramentas e ações que atraia a clientela, desenvolvendo:

  • Promoção, uma ferramenta estratégica para aumentar as vendas e, possibilita boas negociações, atraindo clientes novos e satisfazendo os clientes antigos.
  • Fazer com que o cliente possa ter vontade de possuir, colecionar, juntar produtos que possuem na empresa.
  • Ter produtos que ninguém possui.
  • Ser recebido como cliente especial.
  • Receber tratamento acolhedor.
  • Ser reconhecido e valorizado.
  • Ter acesso a formas especiais de compras.
  • Ter acesso a produtos exclusivos.

A promoção deve ser utilizada em um período curto, rápido, provisório que cative o cliente. Desenvolver por grupos ou famílias de produtos, para chamar a atenção do cliente, principalmente quando ocorrer liquidação de estação para renovar estoques.

A promoção deve oferecer vantagens diferentes do convencional, caso contrário não existirá aspecto promocional e pode haver perdas de clientes com uma ação errada e fraudulenta, a empresa pode ser punida judicialmente.

PLANO DE AÇÃO

O plano de ação é importante para as tomadas de decisões de um empreendimento, pois desenvolve:

  • Objetivos;
  • Ações;
  • Recursos;
  • Investimentos;
  • Avaliação, e
  • Cronograma.

O objetivo demonstra:

  • Analisar como os clientes gostam de ver a empresa.
  • Avaliar a comunicação da empresa em relação ao público alvo.
  • Verificar a disposição dos produtos na vitrine.
  • Observar o visual da loja interna e externa.
  • Identificar os equipamentos e as mobílias que se adequa na visão do cliente.
  • Analisar se utilizará decoração e tema na vitrine.

As ações devem ser realizadas através de:

  • Contatos que a empresa deve fazer.
  • Reorganização interna e externa da loja.
  • Definição de um calendário, para cumprimento dos objetivos.
  • Temas que poderão ser definidos, a partir do produto.
  • Contatos com fornecedores e profissionais de arquitetura, para projetar lojas atualizadas e fascinantes para a visão do cliente.
  • Ampliação do espaço de vitrine.
  • Reorganização dos produtos a serem expostos.
  • Redefinição do posicionamento da empresa no mercado.
  • Ampliação do conhecimento sobre gestão de loja.
  • Analisar a iluminação de toda a loja.
  • Adequar as cores a serem apresentadas nos produtos e no visual da loja.
  • Forma de passar as informações ao cliente.

Os recursos devem ser discriminados necessariamente para uso de materiais, físico e pessoal.

Os investimentos devem discriminar os investimentos necessários para aquisição de materiais e serviços.

A avaliação é realizada através de pesquisa de satisfação, consultando os clientes e outros consumidores.

O cronograma é descrito as ações que serão realizadas no decorrer do ano, para existir o investimento e toda melhoria na visão do empreendimento.

Cumprido com toda a ciência de vendas, seguindo cada passo sugerido não haverá possibilidade de erro, e o sucesso será inevitável para a empresa e para os consultores de vendas.

PONTO DE VENDA

O ponto de venda é o local o qual o cliente compra suas necessidades, é também o local onde ocorrem as ações de merchandising, são maneiras de mostrar melhor os produtos, ou seja, é o visual da empresa.

Para que a empresa promova bem suas vendas é necessário criar um ambiente interessante para que seu cliente tenha conforto e seja convidativo para comprar os produtos.

A loja deve avaliar primeiramente o lado externo, observando localização, vizinhança, acesso por pedestre, estacionamento, fachada da loja, vitrines iluminadas, bonitas, organizadas, atraentes e atualizadas. Iluminar sempre o letreiro para destacar a loja.

Visto o ambiente externo, o ambiente interno deve ser analisado desde a entrada, o espaço da loja, a circulação, a exposição, os sanitários, a copa, o caixa e o crediário. Os produtos atrativos são solicitados que coloque no lado direito do cliente, enquanto os menos atrativos, como: caixa, provadores no lado esquerdo, essa organização é orientada devido ao maior número de clientes serem destros, com isso sua facilidade de observar é o seu lado direito, e para empresa o que é atraente que seu cliente veja os produtos que devem ser vendidos. A exposição dos produtos deve ser organizada, casando-os muito bem, como: sapatos ao lado de meia; salgadinhos próximos às bebidas e assim sucessivamente.

O estoque deve estar organizado para facilitar a localização das mercadorias e, se for o caso, facilitar a rotina da loja para tornar rápido o atendimento dos vendedores. Os sanitários para os clientes devem ser arejados, limpos e agradáveis. O provador deve ser bem atraente, possuir ventilação agradável, espaçosos que possibilite o cliente sentir-se bem no espaço para provar suas roupas.

O cliente sentindo-se bem no estabelecimento, maior é a chance de comprar. O espaço de observação deve ser feito de forma que ajude a decidir comprar o produto que deseja.

A loja deve oferecer conforto e o prazer da experiência em comprar. Para isso apresentam-se algumas orientações que facilita o cliente e demonstra qualidade da empresa e de seus vendedores:

  • Oferecer sempre conforto ao cliente, proporcionando para ele as mãos livres, oferecendo cestas, carrinho, armários para guardar as bolsas, pois quanto mais livre estiverem as mãos do cliente, mais produtos ele levará.
  • Assentos são necessários, as compras são feito por casais ou grupos de amigos, portanto ofereça um local de conforto às pessoas que acompanham. Os acompanhantes, assim não pressionarão ou exigirá que logo saia do estabelecimento comercial.
  • A temperatura do ambiente deve ser agradável, proporcionar um local agradável e satisfatório de permanecer por algum tempo adquirindo os produtos que desejar.
  • Direcionar o cliente, informando sobre produtos, promoções e preço. A empresa deve causar impacto ao cliente.
  • A vitrine atraente cativa o cliente a comprar.

O atendimento do cliente e a atração para o cliente devem conter:

  • Estimulo afetivo, o cliente busca um produto que agrade a pessoa que ganhará o presente.
  • Estimulo financeiro, o cliente busca um produto pelo preço.
  • Estimulo social, o cliente quer fazer parte de um grupo na sociedade, assim procura produtos que a modernidade solicita. Exemplo: moda.
  • Estimulo criado, o cliente compra no impulso, não precisa do produto, mas quer, deve criar a necessidade do cliente levar o produto.

Estas atrações o vendedor deve ser um pouco de psicólogo, para logo entender o seu cliente, e dessa forma criar um ambiente que agrade o cliente e estimule as compras. A característica mais comum dos clientes é a do estimulo afetivo, sabendo que estas ações só ocorrem para clientes que não planeja as compras, e incrivelmente é a maioria. Os que planejam as compras chegam ao estabelecimento, sabendo o que quer, este deve ser lembrado o que acompanhar com o produto principal.

A exposição da loja deve criar uma ilusão de desejo, e de necessidade. Deve informar conceitos que a empresa quer mostrar ao consumidor, expondo a cultura de uma política de preço e variedade de produtos, quantidades e outras características que quer apresentar. Para isso começa-se pela vitrine, deve causar surpresa, estar sempre com novidades, mesmo se não há, deve estar alterando os locais e maneira de expor os produtos.

A aparência do estabelecimento deve ser uma constante, segundo especialistas consideram que setenta porcento de uma venda estão no merchandising da loja, inicialmente na vitrine.

A vitrine pode ser considerada um vendedor permanente ativo, mesmo a loja fechada, está funcionando o atendimento, é o cartão de visita para o consumidor. Ao preparar uma vitrine ou a visão da loja, deve ater que o principal é o produto, cuidado em enfeitar muito e esquecer de apresentar o produto principal para as vendas, ou encher de variedades, prejudicando os olhares das pessoas que ali observam.

Uma vitrine deve apresentar um tema, história que conta uma data especial. A decoração nunca deve chamar mais a atenção do que o produto exposto. Sempre que apresentar a loja através da vitrine, estar a par dos acontecimentos e da atualidade no período que se apresenta, verificando a data comemorativa que deseja e precisa mostrar.

Estabeleça um calendário estratégico para o ano; é sempre segundo a decoração de tendências, conforme segue:

  • Ano novo; verão.
  • Carnaval.
  • Volta às aulas; liquidação de verão.
  • Páscoa; outono.
  • Dias das mães; mês das noivas.
  • Dia dos namorados; inverno; festa junina.
  • Aniversário da cidade.
  • Dia dos pais.
  • Primavera; liquidação de inverno; semana da pátria.
  • Dias das crianças; dia dos professores.
  • Dia da bandeira; dia do livro.
  • Natal.

Para que a empresa possa realizar com firmeza uma política de qualidade no atendimento e assim constituir clientes fieis para estar sempre comprando na empresa, sugere-se desenvolver anualmente o plano de ação.

AÇÕES PROMOCIONAIS NAS VENDAS

· Recursos para resultado rápido, desenvolver promoção rápida, a cada dez cupons do produto “X”, principalmente o mais difícil de ser vendido, o cliente terá o direito de escolher um brinde na loja.

· Evento de curta duração, para caracterizar promoção, deve ocorrer no máximo dois meses, pois acima disso fica desacreditado a promoção no empreendimento.

· Inusitado, novidade, a empresa deve fazer promoções extremamente criativas, pode não dar certo, mas faz com que aprenda os hábitos de compras e valores do seu cliente.

· Clima de festa, a promoção tem que contagiar o cliente interno, o colaborador, ele deve estar alegre adequadamente com o clima, se possível trajado com acessórios alusivo à comemoração.

· Atrativo para quem se destina, a promoção deve ser irresistível, despertar vontade de vir, trocar, aproveitar e comprar. Promoção necessita ser comentada de “boca-boca”. A empresa deve acertar o alvo. O empreendedor para isso necessita conhecer o seu cliente.

TIPOS DE PROMOÇÃO PARA CADA SITUAÇÃO

A promoção deve ser realizada para cada tipo de sistemas e assim cativar o cliente em suas diversidades conforme verifica-se:

  • Aniversário do estabelecimento.
  • Aniversário do cliente.
  • Apresentar um amigo, primar o cliente que traga outro cliente.
  • Entrega de brindes.
  • Promover o dia do cliente especial.
  • Promover a compra programada.
  • O comprador fantasma, usando para premiar o vendedor que se lembra de realizar o que lhe é pedido para executar a qualidade no atendimento.
  • Promover o compra agora e pague depois.
  • Criar concursos para atrair os clientes com prêmios especiais.
  • Promover o cupom desconto.
  • Proporcionar ao cliente degustação de alimentos e bebidas.
  • Demonstração fora do estabelecimento comercial.
  • Distribuição de amostras.
  • Entrega a domicilio gratuita.
  • Eventos que demonstre o produto a cliente potencial.
  • Distribuir kits promocionais.
  • Promover o dia especial de lançamento da nova coleção.
  • Oferta de preços e descontos especiais, verídicos, para não perder a credibilidade com o cliente.
  • Oferta relâmpago.
  • Selo colecionável.
  • Showroom
  • Promover a personalidade do bairro, da região do município do estado.
  • Sorteios de produtos.
  • Promover o período da sorte, criar uma cápsula para o cliente sortear e, dentro há um papel marcado o que ganhou.
  • Promover o teste do produto, comum utilizar esse tipo de promoção em concessionário de veículos, chamado test-drive.

Por fim, desenvolver com os clientes internos convenções de lançamentos, para que possa informá-los de tudo o que esta acontecendo com a empresa em relação às promoções e os lançamentos que ocorrerão no período seguinte. Realizado este trabalho, desenvolver a pesquisa de opinião com os clientes internos, apresentando as determinadas questões:

Exemplo de pesquisa de satisfação para o cliente interno:

Opinião - Ótimo – Bom - Satisfatório - Ruim

1. Quanto ao conteúdo e as atividades corresponderam com as propostas solicitadas? Ótimo – Bom - Satisfatório - Ruim

2. Há possibilidade de aplicar os conteúdos apresentados, juntamente com a promoção apresentada? Ótimo – Bom - Satisfatório - Ruim

3. Houve facilidade de entendimento do conteúdo apresentado? Ótimo – Bom - Satisfatório – Ruim

4. O evento foi satisfatório para o interior de seu ser? Ótimo – Bom - Satisfatório - Ruim

5. Quanto ao ambiente realizado o evento foi: Ótimo – Bom - Satisfatório - Ruim

6. A linguagem utilizada no evento pelos apresentadores foi: Ótimo – Bom - Satisfatório - Ruim

7. Há interesse de participar de outro evento? Ótimo – Bom - Satisfatório - Ruim

Esta pesquisa contribuirá muito para melhorar o trabalho e a criação estratégica de melhora para as vendas, pois o vendedor, aquele que trabalha diretamente com o cliente, é a pessoa principal de informar o que pode melhorar para com isso contribuir ao sucesso da empresa e demais setores que se envolve com as vendas.

CAPÍTULO 11

A CIÊNCIA DO GERENCIAMENTO DE PESSOAS

CONCEITUAÇÃO DE GERENCIAMENTO DE PESSOAS

O gerenciamento de pessoas é uma área que passa por mudanças, igual ou até mais veloz do que outras áreas administrativas. A exigência mundial pela valorização humana e o reconhecimento das pessoas, fazem com que se atualiza e valoriza as mudanças.

Estas mudanças conciliam com os objetivos das empresas, estas buscam lucros, produtividade, eficácia, aplicação de recursos bem definidos, aumento nas finanças e redução nos custos. Para a classe trabalhadora, remuneração adequada, benefícios, lazer, segurança no trabalho e no emprego. Esta conciliação dos objetivos leva a formação de uma parceria.

Em uma empresa é sabido que um negócio é administrado por pessoas, com pessoas e para pessoas, sendo assim as pessoas são os centros de todos os negócios. Uma pessoa pode dar lucro como prejuízo. Pode ser ativo como passivo. Ser solução ou problema para uma organização.

O gerenciamento de pessoas é construir um costume de identidade profissional e intelectual, tendo profissionais como: iniciativa, honesta, humilde, formando assim uma família no sistema organizacional. É saber contratar, avaliar e coordenar o giro da empresa. Para com isso evitar o abandono de emprego, furtos, discussões e brigas entre colegas de serviços.

O gerenciamento adequado é aquele que sabe tomar decisões adequadas, proporcionando atendimento eficiente e eficaz, relacionamento ideal e subsequentemente lucros satisfatórios para o empreendimento.

Uma empresa passa por dificuldades com seus colaboradores, sempre que não fizer um planejamento efetivo de recrutamento. Desenvolvendo adequadamente esta função, proporciona quadro de colaboradores treinados, orientados, liderados que passa a gerar resultados desejados.

Estes resultados estão atrelados à administração da empresa que devem praticar:

  • Remuneração correta do profissional, de acordo com o cargo que ocupa.
  • Frequentemente atualizar os colaboradores sobre as novas idéias de mercado.
  • Possuir um ambiente adequado de trabalho, respeito mutuo desde o empreendedor, gerente, encarregados, chefe de sessão e demais operadores da organização.

Estas ações de gerenciamento de pessoas devem ser praticadas para pequenas, médias e grandes empresas com igual responsabilidade.

PLANEJAMENTO PARA GESTÃO DE PESSOAS

A administração de pessoas deve estar atenta sobre como buscar formas para garantir a motivação de seus colaboradores, e assim haver um ambiente favorável para o trabalho e a busca do resultado favorável para o empresário e colaborador.

O gerenciamento de pessoas significa administrar expectativas, relacionamentos, ambiente de trabalho. Investir nesta área não é cara, mas sim um investimento com retorno garantido.

O fator preponderante a esta administração é estabelecer sucesso e conduzir parceria no trabalho em equipe, gerar qualidade, melhorar atendimento. É a valorização e o reconhecimento das pessoas, garante para a empresa a valorização e o reconhecimento das pessoas e o fiel e bom funcionário.

QUESTÕES PARA AUTOAVALIAÇÃO COM O GESTOR DE PESSOAS

O responsável por avaliar e contratar a equipe de funcionário qualificado é necessário que faça análises e desenvolve um planejamento eficiente, para que melhore ainda mais as procedências de fatores para contratação. Avaliando os determinados questionamentos:

  • Quais são os procedimentos adotados para contratar um funcionário?
  • Dentro de doze meses antecedentes a este questionamento, descrever quais treinamentos que ofereceu a equipe de trabalho.
  • Quais os principais conflitos que existe hoje na equipe de trabalho?
  • Quais as principais qualidades que visualiza na equipe de trabalho?
  • Qual é a nota de “zero a dez” a ser atribuída ao gestor, à equipe e a sua própria pessoa? Por quê?

A valorização, o reconhecimento, a parceria, o trabalho em equipe, o relacionamento, a agilidade, a conquista, o planejamento. São fatores que garante o sucesso de uma organização.

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS

O recrutamento para empresa o primeiro passo, é analisar e definir qual o perfil ideal para a função que esta sendo proposta. Para isso é necessário realizar a discrição do cargo, definir o perfil e responsabilidade da função.

Para que a empresa possa definir as ações necessárias para analisar um profissional ideal, precisa ser planejada as funções, descrevendo as devidas etapas:

  • Desenvolver um organograma da empresa.
  • Criar os direitos e deveres dos profissionais para conhecer a empresa.
  • Descrever as ações benéficas para a empresa e para os colaboradores.

O organograma funcional traz uma visão geral de como funciona, o que faz, o quê e quais as responsabilidade de cada profissional, inclusive daqueles que podem acumular funções.

ANÁLISE DE FUNÇÕES E DESCRIÇÕES DE CARGOS

Para desenvolver uma descrição de cargo, precisa-se avaliar a competência necessária que o profissional precisa saber, para que com isso alcance o resultado desejado. Caso a empresa possua acumulo de funções, mesmo nessa situação, é importante que cada função tenha sua descrição de perfil e responsabilidade.

Exemplo de ficha para descrição de cargo:

  1. Cargo - função.
  2. Atribuições – responsabilidades.
  3. Características e habilidades ideais – perfil.

Em resumo descrição de um cargo é a listagem das tarefas registradas de forma organizada.

IMPORTÂNCIA DO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS

Recrutar é atrair pessoas com as competências desejadas para o desempenho da função. As formas básicas para realizar o recrutamento:

  • Recrutamento interno – busca no atual quadro de colaboradores profissionais para a função que necessita ser preenchida.
  • Recrutamento externo – buscar profissionais no mercado de trabalho, por meio de anúncio, indicação, entre outras maneiras.

A boa impressão é aquela que valoriza sua equipe, utilizando do recrutamento interno. Devem se ater a vantagem e desvantagem, para os tipos de recrutamento.

O recrutamento interno tem como vantagem, aproveitar talentos dos funcionários, motivá-los, incentivar ao crescimento, menor custo, menos treinamentos para conhecer a empresa e adaptação à cultura organizacional. Enquanto que as desvantagens é o bloqueio à entrada de novas idéias, gera conflitos de interesses, competição negativa.

O recrutamento externo tem como vantagem, oportunidade de trazer novas idéias, enriquecimento da equipe. Enquanto que as desvantagens, maior custo, uso do tempo para recrutar e selecionar, demonstrar a equipe de profissionais.

O planejamento de recrutamento e seleção é bom obedecer alguns critérios:

  • Necessidade de contratação.
  • Recrutamento.
  • Avaliar cadastro e currículo.
  • Entrevistas de Seleção
  • Exames Admissional e registro do colaborador.
  • Período de experiência.
  • Avaliação do desempenho e a contratação efetiva.

SELEÇÃO DE PESSOAS

A seleção de pessoas é aquela que analisa o profissional com as características desejadas a função, analisando os cargos descritos. É uma espécie de filtro, permitindo somente a pessoa indicada à função.

Seleção é o processo de escolha de um profissional, decide os candidatos a ocupar a vaga determinada ao cargo. É escolher a pessoa certa para a função correta.

Para exercer um processo adequado de seleção de pessoas, é necessário utilizar as seguintes técnicas:

  • Entrevista.
  • Prova de conhecimento ou capacidade.
  • Testes psicológicos.

ENTREVISTA ADEQUADA PARA SELEÇÃO

A entrevista de seleção é realizada para ocorrer dialogo entre o entrevistado e o entrevistador. É levar o candidato a informar tudo a seu respeito e também como objetivo do entrevistador, transmitir ao candidato informações sobre o cargo e a empresa.

As entrevistas de seleção não podem ser improvisadas. Devem desenvolver ação planejada de maneira eficiente e eficaz realizado com muito cuidado a entrevista, conforme indica:

  • Preparação do ambiente, realizando em um local adequado para a entrevista.
  • Preparação da entrevista, revisar a descrição dos cargos a ser preenchido.
  • Realização da entrevista, ser cordial e evitar tensão e ansiedade no ambiente da entrevista.
  • Encerramento da entrevista, agradecer o candidato pelo interesse do cargo à empresa.
  • Avaliação do candidato, anotar todas as impressões sobre o candidato para posteriormente tomar a decisão necessária.
  • Finalização, comunicar o resultado ao candidato selecionado.

O currículo apresentado ao setor de gerenciamento pessoal deve conter um roteiro prático e rápido de análise.

· Dados pessoais.

· Experiências profissionais.

· Formação escolar.

As perguntas mais comuns que se oriente para fazer no momento de uma entrevista são:

  1. Por que deseja trabalhar na empresa?
  2. Tem disponibilidade para o horário solicitado?
  3. Qual é a experiência que possui na função especificada?
  4. O que diz sobre por que valerá a pena contratar você?
  5. Descreva como foi seu último emprego?
  6. Como se sente trabalhando em equipe?
  7. Quais são seus planos profissionais para o futuro?
  8. Quais são seus pontos fortes como profissional?
  9. Em sua opinião, quais pontos precisariam ser melhor desenvolvido?
  10. Imagine que você já foi contratado: o que diria a um cliente estressado, gritando com você, falando palavrões?
  11. O que você tem feito para se manter atualizado?
  12. Quais as idéias ou sugestões mais produtivas que você teve na área de atuação?
  13. Conte sobre uma negociação na qual você conseguiu convencer o cliente a mudar de idéia?

Para realizar uma boa entrevista, evite questões fechadas, a qual o candidato responda sim ou não. Evite abordar assuntos polêmicos. Não seja indiscreto, agressivo e, não pergunte de maneira arrogante, seja sempre simpático(a).

Juntamente no momento da entrevista de seleção é importante atentar o candidato em relação aos seguintes aspectos:

· Aparência e asseio pessoal adequado do candidato.

· Se o candidato é muito parado ou muito ativo.

· Se o candidato fala o português corretamente, conforme as exigências da função.

· Descubra os motivos da saída de cada empresa. Perceba as coerências e incoerências das respostas.

· Observe o tempo médio que permanece nas empresas.

· Verifique o que o candidato espera de benefícios em relação à empresa que procura.

· Verifique a motivação do candidato.

· Verifique dados escolares.

· Verifique os problemas de saúde que costuma ter, instigue este item o candidato.

· Verifique sempre a postura do candidato, quando fala da empresa já trabalhada.

Avaliado todas as informações colhidas, finalize a seleção e define o candidato apto ao cargo. Encaminhe os procedimentos de contratação que é:

  • Encaminhar o candidato para exame médico.
  • Fornecer ao candidato a relação de documentos necessários para admissão.
  • Encaminhe o funcionário para o treinamento que é conhecer a cultura da empresa, os direitos e deveres do profissional.

A avaliação necessária que deve ser feito com funcionário no período de experiência:

· Indicar o nome do colaborador.

· Data de admissão.

· Cargo contratado.

· Adaptação ao trabalho – o candidato íntegra-se bem na equipe? Cumpre com as normas especificadas? Mantém o comportamento como falado na entrevista? Esta plenamente identificada às atividades do seu cargo?

· Interesse – o candidato demonstra entusiasmo diante do trabalho? Demonstra impressão de futuro? Estímulo pelo trabalho, é indiferente? Falta entusiasmo?

· Relacionamento interpessoal – maior ou menor facilidade de integrar ao grupo de trabalho. Analisando se o colaborador sente-se perdido entre os colegas? Entrosou-se bem com os colegas? Foi aceito sem resistência por parte dos colegas? Apresentou habilidade para conseguir amigos, mesmo pouco tempo à equipe gosta do colaborador? Esta fazendo força para integrar na equipe?

· Capacidade de aprendizagem – encontra-se facilidade para perceber pontos importantes do que esta apreendendo? Esta aprendizagem ocorre a custo de grande esforço pessoal? É necessário repetir varias vezes a mesma função? Demonstra habilidade para a função? Como foi a aprendizagem: rápida ou demorada, naquilo que se dispôs a fazer? É muito difícil o que esta lhe ensinando? O que parece não ter capacidade de continuar no trabalho?

Em resumo a avaliação do colaborador deve seguir este fluxo:

  1. Nome do colaborador.
  2. Data de admissão.
  3. Cargo contratado.
  4. Qual é o aspecto favorável do colaborador?
  5. Qual é o aspecto que mais prejudica o colaborador?
  6. Qual orientação que deve ser dada ao colaborador para desenvolver?
  7. De maneira geral, como foi à classificação do colaborador? Possui possibilidades para atividades rotineiras? Possui possibilidades futuras? Trata-se de profissional excelente para a empresa?
  8. Definição – Efetivar ou Demitir?

Para a empresa estabelecer bem com seus colaboradores é importante analisar tanto o que está sendo admitido e os que já estão na empresa executando suas funções, pois esta análise evita demissão desnecessária e errada.

ENTREVISTA DE DESLIGAMENTO

Caso a empresa deseja colher informações sobre o desligamento do colaborador, não queira procurar defeitos ou culpados.

· Identificar o motivo do desligamento interno para o departamento.

· Obter contribuições para ações considerada útil e necessária para a empresa.

· O entrevistador saber que o entrevistado esta sob forte impacto emocional diante da demissão.

· O entrevistador não pode conduzir a conversa para fofocas.

· Uma entrevista não se pode tirar conclusões, é fundamental aguardar amostragem representativa para ocorrer mudanças.

Ao encerrar a entrevista de desligamento, tratar bem o ex-colaborador e desenvolver de forma discreta. Sabendo que a entrevista de desligamento é de caráter confidencial.

Em resumo a entrevista de desligamento deve seguir este fluxo:

  1. Nome do colaborador.
  2. Data de admissão.
  3. Data de demissão.
  4. Motivo da demissão; a pedido ou parte da empresa.
  5. Avaliação do local de trabalho. Estrutura física do trabalho. Relacionamento com a equipe. Organização e planejamento. Relacionamento com a chefia. Oportunidades de crescimento e de desenvolvimento profissional. Salário e benefício condizente com o cargo. Outros comentários.
  6. Analise se o colaborador poderá ser recomendado.

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DA EQUIPE

A avaliação de desempenho é o processo em que as empresas classificam de acordo com os cargos que exercem cada colaborador. É um processo formal em que as atividades executadas e os resultados atingidos pelos colaboradores são objetos de uma apreciação crítica.

As empresas realizam critérios de desempenho por parte dos funcionários para avaliar os pontos fortes e fracos de cada profissional. Isso proporciona o desenvolvimento da equipe de trabalho.

As informações necessárias que devem ser coletados para obter o controle de desempenho individual são:

  • Feedback sobre desempenho – analisar os pontos fortes e fracos de cada profissional e o seu relacionamento com a equipe.
  • Programa de mérito – propiciar aumento de salário a nível horizontal atrelado ao mérito do colaborador.
  • Necessidade de treinamento – aplicar pontualmente os pontos fracos em relação ao desempenho dos colaboradores.
  • Planejamento de carreira – identificar os pontos fortes que possam ser significativos para planejar uma carreira.

Acompanhar o desempenho de algum colaborador é seguir aspectos importantes, como:

  • Grau de conhecimento do trabalho.
  • Quantidade ou volume de trabalho.
  • Qualidade do trabalho.
  • Segurança no trabalho.
  • Interesse e a motivação no desempenho profissional.
  • Cooperação e o espírito de equipe.
  • Zelo pelo posto de trabalho.
  • Disciplina, analisando faltas, justificativas, atrasos, dispensas, atestados, advertências, suspensões.

A avaliação de desempenho é utilizada para:

  • Tomar decisões fundamentais relativas às pessoas, tais como promoções, transferências e rescisões.
  • Identificar a necessidade de treinamentos.
  • Desenvolver feedback (opinião) aos colaboradores como a empresa encara o seu desempenho.
  • Promover reajuste salarial e ou prêmio de produção.

As informações necessárias para obter o controle e o desempenho individual:

  1. Resultado individual das tarefas – o desenvolvimento das funções.
  2. Comportamento – analisar o número de dias que faltou no ano.
  3. Características individuais – demonstrar confiança, ser dinâmico e ações de qualidade para a organização.
  4. Motivação – Como desenvolve as atividades profissionais?
  5. Iniciativa – Qual o nível de iniciativa que realiza diariamente?
  6. Resultado – As ações desenvolvidas nos setores.
  7. Experiências – especificar as atividades que executa.

Esta análise de desempenho deve estar harmoniosamente ligada ao líder, porque os colaboradores devem saber o que o líder deseja e quer alcançar.

FATORES QUE INFLUENCIAM O TRABALHO EM EQUIPE

O principal fator que influencia o ambiente de trabalho e as condições mínimas necessárias é o respeito dado ao ser humano. Os principais fatores que determinam à qualidade do ambiente de trabalho e as relações profissionais destacam principalmente em dois aspectos:

  • As instalações – parede, móveis, equipamentos e outros benefícios físicos.
  • As pessoas que convivem no ambiente de trabalho.

O ambiente de trabalho que é resultado neste aspecto é o local que habita o clima organizacional, onde se percebe a forma como ocorre o atendimento, a organização, a disposição, a colaboração entre toda equipe de trabalho.

O ambiente deve ser:

  • Agradável, arejado, limpo e organizado.
  • Existir harmonia entre os companheiros de serviços.
  • O ambiente de trabalho deve ser bem ventilado e possuir conforto para os colaboradores no local que exerce a função.
  • O empreendimento deve ser organizado em relação à documentação dos colaboradores, eles devem sentir seguro em todas as burocracias que se refere ao serviço prestado.
  • O clima organizacional é como “cheiro”, não vemos, mas sentimos.

Sugestões para manter e estabelecer um respeito a todos e, assim o clima ser favorável à equipe para o ambiente interno:

  1. Dispositivo de segurança para os equipamentos que exigem cuidados.
  2. Manter iluminação natural e artificial de boa qualidade.
  3. Proteção especial para fios elétricos.
  4. Boa ventilação e conforto técnico.
  5. Instalações sanitárias boas e suficientes, bebedouros, vestiários, refeitórios. Todas estas orientações específicas dentro de uma estrutura condizente com a realidade empresarial e local.
  6. Sinalização indicativa dos locais de armazenamento e de acesso restrito a colaboradores.
  7. Equipamento de proteção individual e coletivo se necessário.
  8. Ouvir a equipe em sua solicitação, respondendo a cada uma delas. Isto não quer dizer implantar tudo o que é sugerido, mas dar satisfação aos colaboradores.
  9. Promover reuniões formais e informações constantes.

O empresário inteligente sempre deve receber seu colaborador de portas abertas, pois você faz parte da equipe. O clima organizacional agradável é o fator preponderante que influencia diretamente o desenvolvimento da equipe de trabalho.

ESTRATÉGIA DE CAPACITAÇÃO

Os empresários devem colocar em suas mentes que capacitação dos funcionários é investimento para a empresa e, nunca podem pensar que é gastos. Esta capacitação deve envolver desde o colaborador de limpeza até o diretor presidente, todos formam uma equipe.

Qualquer erro influência o todo, como pode observar, se o funcionário responsável com o fluxo de caixa, soltar cheques pré-datados antes do tempo, um fato desse influência as vendas, pós-vendas, etc. O cliente perderá a confiabilidade da empresa e não somente do responsável do setor que cometeu o erro. Assim a produção diminuirá, porque venderá menos, afetando os resultados, diminuindo a lucratividade e consequentemente o capital da empresa será reduzido.

A estratégia da empresa é envolver todos os funcionários a trabalharem dentro de uma mesma cultura organizacional. A capacitação tem por objetivo fornecer conhecimentos, habilidades e atitudes ao colaborador e a equipe como um todo da organização.

O colaborador estando atualizados no seu campo de atuação proporciona a melhoria do relacionamento, convivência, respeito e responsabilidade perante os companheiros e empresa.

Ações ideais a serem trabalhadas com as equipes de trabalho seriam: Respeito entre patrão e empregado; liderança e subordinados. Para haver esta educação pode desenvolver treinamentos de aprendizes ou estagiários, rotação de funcionários, adoção de manuais de procedimentos de normas e cursos.

Para colocar em prática a capacitação, orienta-se um roteiro conforme apresenta:

  1. Abertura – a equipe deve estar à vontade, existir a integração do grupo, saber a finalidade do treinamento, curso, reunião e etc. Trabalhe todos os assuntos na forma de motivação, experiências de vida e um momento divertido e emocionante.
  2. Desenvolvimento – o momento que se abordam os temas previstos.
  3. Fechamento – é a consolidação do trabalho, a análise do resultado. Fazer um resumo das principais idéias do resultado. Fazer um resumo das principais idéias discutidas. Esclarecer o que vai ficar como experiência e valorizar a participação dos colaboradores.

Também pode utilizar como opção de treinamento e capacitação da equipe, adotando políticas de apoio por meio de programas de reembolso-educação, horários especiais para participar em cursos e feiras especializadas fora do ambiente de trabalho.

No momento que os funcionários se comprometem em capacitar, cabe ao empresário promover estímulos a esse desenvolvimento, elogios, valorização do trabalho bem feito, promoções, prêmios por metas atingidas, entre outras contribuições.

LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO

Liderança é a capacitação de influenciar um grupo em direção ao alcance de objetivos desejados. É a influência interpessoal exercida e dirigida por meio do processo de comunicação, para a consecução de metas especificas. Um líder pode causar um profundo impacto na vida das pessoas e da empresa.

Deve se entender no contexto geral que ser líder não é posição, privilegio ou título. Mas ser líder é responsabilidade, resultado. Muitos se confundem, pensão que ser líder é popularidade, mas não significa isso, pois o líder é aquele que no seu silêncio resolve todos os problemas que precisa ser realizado.

Ser líder significa ter seguidores. Conhecer um líder deve analisar os estilos de lideranças e interpretar se a pessoa analisada se enquadra no aspecto apresentado seguir:

  • Estilo autocrático – autoritário, concentra o poder de decisão, dita sozinho as normas e atividades dos grupos; proíbe, ameaça, exige e castiga, é um ditador.
  • Estilo liberal – apresenta orientações gerais sobre as tarefas e a equipe, toma as decisões necessárias. Não assume, não dirige, não coordena, é inseguro; o grupo se desintegra pelo desinteresse ou pelos conflitos que se criam.
  • Estilo democrático – valoriza as idéias e iniciativa do grupo, coordena, anima, oportuniza a participação, a cooperação e o surgimento de lideranças. Cria clima de participação, de comunicação e integração. Compartilha as decisões com a equipe.

Ser líder não é praticar atos solitários, mas influenciar as pessoas com sua ação e estimulo. A equipe para alcançar os objetivos comuns deve receber ações como:

  • Delegar estrategicamente.
  • Estimular a implantação de novas idéias.
  • Estimular o desenvolvimento.
  • Promover a coordenação.
  • Promover o comportamento.

O LÍDER COMO AGENTE DE MUDANÇAS

O mundo está em constantes mudanças, os negócios evoluem, as pessoas mudam seus comportamentos dentro de uma sociedade. Assim o líder precisa promover mudanças e acompanhar todas as alterações culturais, econômicas, políticas e etc. O líder verdadeiro é aquele que é fácil de se mobilizar e adaptar para mudança. O líder deve ser o papel agenciador de mudanças.

Para conseguir a qualidade e a produtividade como líder não basta somente querer, mas sim alcançar um determinado resultado. O líder deve conquistar, influenciar a sua equipe para que estes colaborem para alcançar as metas desejadas.

Para se conhecer um bom líder, deve se ater a alguns aspectos que merecem atenção:

  • Gerenciar bem o seu tempo – anotando diariamente tudo o que deve ser feito e classificar por ordem de importância. Acompanhar e registrar a cada atividade realizada.
  • Gerenciar bem o trabalho – procure ficar próximo de sua equipe; converse sempre com sua equipe, observe o comportamento da equipe; registre idéias e críticas trazidas pelos clientes internos e externos.

AVALIAÇÃO DAS CARACTERÍSTICAS DE LIDERANÇA

As características de um líder podem citar várias, mas a principal de um líder é respeitar, reconhecer e saber compreender o seu próximo. Para que isso ocorra, o líder deve ater a várias ações como:

  • Comunicação – saber se expressar.
  • Carisma ao compartilhar as idéias – aproveitar e reconhecer as idéias de seu colaborador.
  • Controle emocional nas situações difíceis, delicadas e sobpressão.
  • Dinamismo, ser ativo.
  • Ética na atitude e colocações.
  • Assertividade na tomada de decisões.
  • Flexibilidade na atuação em diversas situações.
  • Agente de mudanças – ter capacidade de assumir e conduzir mudanças comportamentais, técnica, política e cultural.
  • Senso de organização – planejar, executar e controlar as atividades racionais.
  • Sociabilidade – relacionar bem com a equipe e sempre possuir espírito cooperativo.
  • Negociação – habilidade para administrar conflitos.

Ser líder é possuir características de um treinador, é oferecer apoio, incentivar, buscar resultados e melhorar o desempenho de cada trabalhador de sua equipe.

O maior desafio da liderança é a motivação de pessoas e da equipe. Pois a motivação divide-se em dois fatores humanos.

  1. Motivação pessoal intrínseca – o estimulo é interno e não depende de outros.
  2. Motivação pessoal extrínseca – o estimulo se origina de fora para dentro, havendo uma relação de ajuda do próximo. Essa motivação é difícil, depende de uma relação de querer, pois no interior do individuo pode estar suprimida e sem estimulo de superar os desafios. Motivação é igual uma energia, uma força interna do individuo.

Portanto a função do líder não é motivar seus colaboradores e sim manter seus colaboradores motivados.

ESTRATÉGIA MOTIVACIONAL

O líder deve sempre criar um ambiente que desperte para seus colaboradores o potencial motivacional. Esta tarefa não é fácil, mas o esforço do líder é fundamental para este processo.

O líder deve utilizar algumas estratégias de liderança para manter sue equipe motivada:

  • Despertar no colaborador o sentido do trabalho, enriquecendo sempre suas tarefas.
  • Estimular a participação dos colaboradores junto da equipe.
  • Proporcionar um ambiente respeitado, organizado e harmonioso.
  • Reconhecer constantemente o seu colaborador nas tarefas que realiza.
  • Enriquecer as tarefas de seus colaboradores, para fazer com que sinta sempre em busca de fatores inovadores e desafiadores.

Sugestões para enriquecimento das ações profissionais dos colaboradores em busca da motivação individual:

· Implantação do programa ginástica laboral.

· Disponibilizar treinamentos constantes de vendas e comunicação para o departamento de atendimento.

· Disponibilizar reuniões bimestrais com os colaboradores para apresentação de ações motivacionais.

· Implantação do programa do funcionário do mês, reconhecendo os colaboradores mais emprenhados.

· Implantar programa de auxilio financeiro aos colaboradores para incentivar os estudos fundamentais, médio e superior. Se possível buscar parcerias com instituições de ensino.

O empresário deve saber que estas ações só refletem resultados a longo prazo, pois as estratégias é um plano abrangente de desenvolvimento para alcançar objetivos de sucesso.

GESTÃO DE CONFLITOS EM EQUIPE

Na gestão de pessoas e no trabalho em equipe, os valores éticos é o efeito potencial para o clima de convivência. Os valores éticos mostram as atitudes do comportamento de cada pessoa.

Para avaliar a conduta ética deve-se compreender:

  • A preocupação moral com todas as pessoas e toda administração empresarial.
  • Promover valores comportamentais em relação ao respeito nos direitos humanos.
  • Respeitar o meio ambiente e sua sustentabilidade mundial.
  • Envolvimento com a comunidade que se insere na empresa, contribuindo para o desenvolvimento econômico e humano ligado na área social.

Ética são valores e virtudes que se referem a comportamento humano. Portanto ética constitui de um lado comportamento e do outro juízo de valor.

SOLUÇÃO DE CONFLITOS

Pode-se dizer que os conflitos estão sujeitos, mas podem ser evitados, caso seja inevitável o acontecimento, utilize essa fonte como aprendizagem. Os conflitos ocorrem por falta de diálogo, no querer buscar o entendimento e não aceitar as diferenças entre as pessoas e os grupos. Portanto conflitos podem surgir por vários fatores, sendo eles:

  • Conflito pela disputa de poder, um colaborador quer mais poder de decisão do que o outro.
  • Conflito ocasionado por mudanças de propostas, ocorre a partir de uma mudança e leva a irritação.
  • Conflito pela falta de reconhecimento, deixa de valorizar o desempenho nas funções realizadas.
  • Conflito por pressão externa ou interna, exigências no prazo a cumprir, metas a alcançar.
  • Conflito por resistências pessoais, a falta de humildade, não aceitar regras e ser egoísta, pensar somente em si.
  • Conflito a partir de comportamentos inaceitáveis, quando ocorre preconceitos ou pré-julgamento de uma pessoa, companheiro de serviço, etc.
  • Conflito pela utilização de recursos disponíveis ou indisponíveis; ocorre na escassez ou na abundância de recursos.
  • Conflito pela diferença de objetivos, um colaborador deseja uma decisão o outro deseja outra decisão.
  • Conflito pela falta de conhecimento, na falta de orientação do líder para seus subordinados e ainda cobrando resultados.
  • Conflito por diferenças culturais, não há respeito nos valores e na cultura individual.

Os conflitos para serem reduzidos ou mesmo extintos são necessários que pratique:

  • Atenção às pessoas.
  • Respeito às diferenças.
  • Colaboração – ajuda mutua.
  • Cooperação – trabalhar em conjunto.
  • Responsabilidade.
  • Comunicação clara.
  • Comprometimento.

Para contribuir e seguir o caminho da mediação do conflito é necessário à comunicação e para isso observa-se algumas sugestões:

  • Seja claro com a equipe sobre o que espera do trabalho.
  • Identifique os conflitos.
  • Analise as fontes geradoras de conflitos.
  • Não julgue pessoas envolvidas antes de levantar o acontecido.
  • Ouça todos os envolvidos.
  • Sempre que possível, tome decisão em conjunto.
  • Busque solucionar os conflitos.

PLANEJAMENTO DE AÇÕES DE GESTÃO DE PESSOAS

O empresário deve investir no desenvolvimento de sua equipe de trabalho para alcançar melhores resultados. Manter a gestão de pessoas qualificadas é agir de forma planejada para atrair, desenvolver, manter e reter profissionais, buscando garantir os melhores profissionais qualificado no mercado de trabalho.

As ações que podem ser praticadas para atrair, manter e reter profissionais qualificados no mercado de trabalho é:

  • Contratar o profissional com o perfil mais adequado para desempenhar a determinada atividade.
  • Na seleção do profissional, lembre-se de valorizar a equipe de profissionais da empresa, pois quem trabalha na organização são pessoas com possibilidade de crescimento pessoal e profissional.
  • A empresa deve valorizar sempre os profissionais de casa, antes de haver a contratação na função.

A empresa caso queira fazer colaborador sentir reconhecido como profissional e este sentir bem e talentoso, necessita que a empresa:

  • Ofereça o reconhecimento material à função desempenhada. (Salários, benefícios e condições de trabalho, entre outras ações).
  • Fortaleça o convívio social pelo relacionamento e reconhecimento. (Valorização e respeito).
  • Ofereça a possibilidade de troca de experiência entre seus colaboradores. (Treinamento).
  • Trabalhe com a visão de futuro. (Compartilhe com seus funcionários, os seus projetos, metas para sentirem reconhecidos).

GESTÃO DE PESSOAS É O RECONHECIMENTO TOTAL

Gestão de pessoas visa monitorar, orientar, controlar, guiar, conduzir, manter, liderar e coordenar uma equipe. As características pessoais de um gestor de pessoas são:

  • Comunicar-se de forma clara e objetiva.
  • Solucionar conflitos, identificar os problemas.
  • Desenvolver o treinamento de equipe.
  • Criar e manter um clima organizacional saudável, cuidando das pessoas e do ambiente de trabalho.

O gestor de pessoas: guia, orienta, monitora sua equipe para que percorra caminhos perfeitos, objetivando desenvolvimento, aperfeiçoamento e aprimoramento de suas competências em prol diferencial competitivo de negócios.


Nenhum comentário: